Sigla GTS da Volks está de volta no Polo

LançamentosNotíciasNovidades


Escrito por:

Novo Polo GTS tem motor 1.4 de 150 cv e custa quase R$ 100.000.

Na dianteira, um filete vermelho une os dois faróis.

A Volkswagen não usava a sigla GTS – que remete à esportividade em seus automóveis — há 26 anos. Agora, a marca lança dois modelos com as letras no sobrenome: o hatch Polo e o sedã Virtus. O Polo foi o primeiro a ser lançado, mas o preço é salgado: R$ 99.470.

Apresentado no Salão do Automóvel de 2018, o novo VW Polo GTS vem equipado com motor 1.4 flex de 150 cv de potência e torque de 25 kgfm, associado ao câmbio automático de seis marchas. O conjunto faz o carro acelerar de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e alcançar 207 km/h. Trata-se do mesmo motor usado no Jetta e no Tiguan.

Por fora, o Polo GTS ganhou detalhes exclusivos, como os faróis full LED com excelente iluminação noturna e identidade visual diferenciada. Entre eles há um filete vermelho, que realça a esportividade do hatch. A grade do radiador é do estilo colmeia e abriga o logo GTS. As rodas são de 17 polegadas e diamantadas. A suspensão recebeu acerto mais firme em relação à versão Highline.

Na traseira, o novo Polo GTS traz defletor na tampa do porta-malas pintado em preto brilhante e a seção inferior do para-choque exclusiva. As lanternas de LED e a saída de escapamento dupla reforçam a roupagem esportiva.

O escapamento de saída dupla reforça a aparência esportiva.

Na cabine com teto, bancos e laterais de porta na cor preta, o grande destaque são os bancos esportivos mais rígidos, que oferecem bom apoio ao corpo do motorista especialmente nas curvas.

O revestimento é um misto de tecido e couro, trazendo linhas horizontais que fazem referência aos bancos dos modelos da década de 1980 e com a sigla GTS gravada no encosto. Detalhes na cor vermelha também estão presentes nas molduras das saídas de ar, na base da alavanca de câmbio e nos tapetes.

Apesar de ser mais agressivo, o Polo GTS possui modos de condução “normal”, “ecológico” e “individual”, além, é claro, do “esportivo”. No modo esportivo entra em ação o atuador sonoro, que amplifica o prazer ao dirigir. Ele tem também bloqueio eletrônico do diferencial, que aumenta a agilidade e diminui a necessidade de movimentação do volante por meio de intervenções seletivas nos freios das rodas internas.

A lista de itens de série inclui partida do motor sem uso da chave, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema start/stop (que desliga e liga o motor nas paradas em semáforos, por exemplo) e o sistema de som Discover Media, com tela colorida de oito polegadas.

Fotos

Créditos – Divulgação/Volkswagen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *