Ford prepara retorno do SUV Bronco

NotíciasNovidadesNovidades


Escrito por:

No Brasil, a marca deverá lançar uma versão menor, chamada de Baby Bronco.

Uma dasimagens do Bronco mostradas aos concessionários dos EUA.

A Ford está dando os retoques finais no seu próximo lançamento global, o SUV Bronco, um ícone nos Estados Unidos entre 1966 a 1996. No Brasil, o Bronco deverá chegar em uma versão menor, apelidada de Baby Bronco e que já roda em testes nas estradas do interior de São Paulo.

Nascido como SUV compacto, o Ford Bronco sofreu uma metamorfose e se tornou um utilitário esportivo de grande porte nas quatro gerações seguintes. Sua produção foi encerrada no ano-modelo 1997, abrindo espaço no portfólio da marca para SUVs familiares de quatro portas.

No Salão de Detroit de 2004, a Ford apresentou o conceito da sexta geração do Bronco, com design inspirado no modelo original e baseado na arquitetura da picape Ranger, com chassi de perfil retangular e tecnologias avançadas. Recentemente, imagens do Bronco foram apresentadas para concessionários Ford dos Estados Unidos

Em 1969, uma unidade do Bronco com preparação especial venceu a Mexican 1000 (depois rebatizada como Baja 1000), uma das competições off-road mais difíceis do mundo. A Ford homenageou os 50 anos da conquista com a apresentação do protótipo Bronco R na Baja 1000 do ano passado, dando mais pistas de como será o novo modelo.

O Bronco de primeira geração (1966 a 1977) media 3,85 m de comprimento. Equipado com motor 2.8 de seis cilindros e câmbio manual de três velocidades, ele ganhou as opções de motor V8 e transmissão automática.

A carroceria simples e robusta tinha linhas retas e faróis redondos nas versões perua de três portas, picape e roadster aberto sem portas. O acabamento simples podia ser incrementado com tacômetro, rádio, engate de reboque, tanque auxiliar de combustível e guincho.

Em 1966, o Bronco nasceu como modelo compacto.

Em 1967, o modelo recebeu o pacote opcional Sport, com itens cromados e o nome Ford na grade pintado de vermelho. A configuração roadster saiu de linha em 1968 e a picape, em 1972, concentrando a produção na versão perua.

Na segunda geração (1978 a 1979), o Bronco entrou para o segmento de SUVs grandes, crescendo 71 cm no comprimento, 28 cm na largura e 10 cm na altura. Ele usava como base a F-100 4×4, em versão encurtada.

O teto rígido removível, produzido em fibra e cobrindo apenas a área dos bancos traseiros, era uma característica do utilitário, assim como as três portas, o eixo rígido dianteiro e a tração 4×4. Dotado de motor 5.8 ou 6.6 V8, o Ford Bronco podia acomodar seis passageiros, com banco inteiriço opcional dianteiro.

O Bronco de terceira geração (1980 a 1986) foi baseado na F-150, conservando a distância entre-eixos de 2,64 m. Além de ganhar suspensão dianteira independente, voltou a oferecer motor 4.9 de seis cilindros, ao lado do V8. Em 1982, o logotipo oval azul na grade dianteira substituiu as letras Ford no capô.

A quarta geração do Bronco (1987 a 1991) acompanhou as mudanças da oitava geração da Série F. Já a quinta geração (de 1992 a 1996) renovou o design, alinhado com a nona geração da F-150, e introduziu itens de segurança, como cintos traseiros de três pontos, colunas de portas reforçadas e airbag do motorista.

 

Fotos

Créditos – Divulgação/Ford

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *