Demorou, mas Kia Rio chega ao Brasil

LançamentosNotíciasNovidades


Escrito por:

Hatch é importado nas versões LX e EX, a partir de R$ 70.000.

A dianteira, com a grade “nariz de tigre”, é a parte mais atraente do design.

Não é de hoje que a Kia pretendia vender o hatch Rio no mercado brasileiro. Depois de algumas tentativas frustradas, a montadora, enfim, começa a importar o modelo em duas versões. A de entrada, LX, custa R$ 70.000 e a topo de linha, EX, sai por R$ 78.990. A garantia é de cinco anos.

Fabricado em Pesqueria (México), o Kia Rio entra no segmento povoado por competidores muito fortes: o campeão de vendas do Brasil, Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Toyota Yaris são alguns deles. “O design, a qualidade de acabamento e a conectividade vão surpreender o consumidor brasileiro, em especial os jovens”, acredita José Luiz Gandini, presidente da Kia do Brasil.

O desenho das lanternas é mais afilado.

O Kia Rio que estreia no país está na quarta geração. Traz na bagagem o status de ser um dos modelos mais vendidos na história da marca sul-coreana, com 6,7 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo desde o ano 2000.

O visual do Kia Rio agrada principalmente na dianteira, com o capo vincado e a grade “nariz de tigre” com acabamento black piano, que se une aos faróis em uma aparência mais agressiva. A traseira possui lanternas mais finas e não tem grandes ousadias de estilo.

Volante multifunção, central multimídia com tela de sete polegadas e câmbio automático são destaques do carro.

Com plataforma maior que a da geração anterior, o novo Kia Rio mede 4,06 m de comprimento, 1,45 m de altura e 1,72 m de largura. O entre-eixos é de 2,58 m, deixando a cabine espaçosa e confortável para cinco passageiros. A capacidade do porta-malas é de 325 litros, mas se os bancos traseiros forem rebatidos, o espaço cresce para mais de 1.000 litros.

As versões LX e EX vêm equipadas com motor 1.6 flex 16V de até 130 cv de potência e 16,5 kgfm de torque. A transmissão é automática de seis velocidades.

O motor 1.6 flex rende até 130 cv de potência.

A central multimídia do Kia Rio tem tela de sete polegadas sensível ao toque, conectividade com smartphones pelos sistemas Android Auto e Apple CarPlay, Bluetooth com reconhecimento de voz e volante multifuncional com regulagem de altura. Na versão EX, o conforto é reforçado pelo ar-condicionado automático digital, por bancos de couro e pela saída USB para os assentos traseiros.

Entre os itens de segurança, as versões LX e EX do Kia Rio trazem câmera de ré com gráfico auxiliar de manobra e visor no sistema multimídia, direção elétrica progressiva, air bags frontais, controles eletrônicos de estabilidade e tração, sistema de gerenciamento de estabilidade, sensor de monitoramento de pressão dos pneus, controle de frenagem em curvas, assistente de partida em rampa, sistema Isofix para travar cadeiras infantis e destravamento automático das portas em caso de colisão.

 

Fotos

Créditos – Divulgação/Kia

 

One Reply to “Demorou, mas Kia Rio chega ao Brasil”

  1. Carlos Mateus disse:

    Esse carro está muito legal.

    Pela Tabela Fipe, o topo de linha EX sai por R$ 77.948 e não por R$ 78.990.

    Um pouco caro mas vale o preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *