BMW cria estações de trabalho virtuais

Curiosidades


Escrito por:

Nova tecnologia ganha tempo no desenvolvimento de partes do automóvel.

Estação virtual ganha cada vez mais espaço nas montadoras.

Se não bastassem centrais multimídias cada vez mais interativas, veículos autônomos e processos de impressão 3D nos carros, agora a realidade virtual vem ganhando espaço na indústria automotiva.  Poucos meses antes do início da produção do novo BMW Série 3 na Alemanha — onde serão fabricadas as primeiras unidades destinadas ao mercado brasileiro — os engenheiros da marca implantaram estações de trabalho individuais em um ambiente totalmente virtual.

A nova tecnologia inclui a pré-montagem do cockpit, etapa em que a cabine é montada antes de ser instalada no veículo. Pela primeira vez, os profissionais de manufatura, sistemas, logística e montagem, em conjunto com os funcionários da produção, puderam avaliar a nova área de produção em realidade virtual e testar procedimentos em 3D.

A produção do cockpit seguiu durante a fase preliminar sem restrições, uma vez que o desenvolvimento aconteceu apenas no plano virtual. Segundo a BMW, trabalhar com os mesmos dados e softwares também poupou muito tempo dos departamentos especializados e da equipe de produção.

Após uma breve introdução e sem nenhum conhecimento especializado, o time de representantes de diferentes áreas pôde iniciar o projeto imediatamente. Em tempo real, o software lida com cálculos complexos para chegar ao produto final de todos os objetos em óculos e simulações de realidade virtual.

A base para esse tipo de desenvolvimento são os dados de fábrica 3D digitalizados. Nos últimos anos, a BMW tem capturado as estruturas reais de suas fábricas em formato digital com precisão milimétrica, usando scanners especiais e câmeras de alta resolução, criando uma imagem tridimensional de produção.

Dessa forma, atrasos, reconstrução digital de estruturas reais e medições manuais no local estão com os dias contados. Seja desenvolvendo locais de trabalho futuros ou salas de montagem inteiras, os departamentos da BMW podem, a partir de agora, cruzar dados existentes com uma biblioteca virtual de itens, como pequenas transportadoras de carga e 50 outros recursos operacionais.

Foto

Divulgação/BMW

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *