A importância do sistema de suspensão

Dicas de ManutençãoNovidadesSeu Carro


Escrito por:

Conjunto em ordem garante estabilidade do automóvel.

Nas revisões, é preciso checar todos os itens da suspensão.

O sistema de suspensão é responsável pela estabilidade do automóvel, ao absorver os impactos do solo e reduzir solavancos e vibrações para a cabine. Dirigir com o conjunto em mau estado é um risco para a segurança dos passageiros, além de comprometer o conforto.

Principal componente da suspensão, o amortecedor garante que os pneus do veículo estejam sempre em contato com o solo. Por isso, sua revisão periódica é muito importante, pois nem sempre os problemas causados pelo desgaste são percebidos pelo motorista, que com o tempo não percebe mais o balanço anormal do carro.

Dependendo da intensidade de uso, os componentes internos do amortecedor podem apresentar problemas, como desgaste do tubo de pressão, do pistão e fadiga das molas das válvulas. Embora não sejam visíveis, essas avarias são facilmente diagnosticadas por especialistas.

O sistema de suspensão é composto por outros itens, como molas (que sustentam o peso do veículo e o mantêm a uma determinada distância do solo), barras estabilizadoras (que diminuem a inclinação da carroceria em curvas e auxiliam na dirigibilidade e estabilidade), bandejas (também chamadas de braços oscilantes, que sustentam e controlam a movimentação das rodas) e bieletas (que fazem a ligação da barra estabilizadora com o amortecedor)

Todos os componentes são fixados na carroceria do automóvel, ou entre si, por meio de suportes e buchas de borracha – bastante suscetíveis aos impactos sofridos pela suspensão quando o veículo está em movimento.

Nas revisões, é preciso verificar cada um dos itens da suspensão, a fim de assegurar o funcionamento de maneira homogênea. Amortecedores novos colocados em um sistema de suspensão com componentes deteriorados terão menor vida útil e podem até piorar as avarias já existentes.

Vale ressaltar também que os amortecedores devem ter o certificado do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que atesta a qualidade da peça.

 

Crédito: kadmy/iStockphoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *